Sonho-combo com Fringe e mais Incubus Louro – noite de 21 para 22 de dezembro de 2010

Na noite retrasada o Incubus Louro apareceu de novo nos meus sonhos.

Sonho que estou em uma versão altamente alterada dos “Alpes Belo-Horizontinos” (Belvedere, Vale do Sereno, esses bairros na divisa de BH com Nova Lima, no alto da Serra do Curral). Por lá encontro dois ex-colegas de trabalho, E. e G. O G. do mundo real é louro de olhos azuis e, embora lindo e gostoso, parece um robô (ou um Vulcano, mas sem orelhinhas pontudas), raramente demonstrando emoções humanas como, por exemplo, tesão. O G. do sonho, porém, tem olhos verdes e, principalmente, uma expressão facial descaradamente pervertida. Essas diferenças notáveis mais um daqueles “conhecimentos oníricos” em que simplesmente sabemos alguma coisa sobre um aspecto do sonho me dizem então que ele é na verdade o Incubus Louro imitando G.

Converso com G. e E. e fico sabendo (por um E. muito encabulado e um G. sorrindo de forma ainda mais lasciva) que G. e E. ficaram um com o outro. O que é uma anomalia em comparação com o mundo real, onde G. e E. são, ao menos aparentemente, heterossexuais exclusivos. G. aliás tinha namorada até o começo do ano e E. tem uma namorada de muitos anos. A propósito, o E. do sonho é mais bonito de rosto e mais encorpado que o do mundo real, que é muito magrelo, a ponto de ficar um pouco feio devido à magreza.

Em termos de continuidade ainda é o mesmo sonho – não tenho a sensação de um hiato sem sonhos e um novo sonho começando. Porém, a narrativa muda da água para o vinho. Ainda estou nos “Alpes Belo-Horizontinos”, mas agora é noite e estou dentro de um grande hospital que parece anormalmente antigo para essa região da cidade, dando a impressão de ter sido construído décadas atrás. Um prédio com poucos andares e muito comprido, com telhas de cerâmica coberta de líquens e antigas janelas com persianas de madeira.

Dentro desse prédio um grupo de crianças se esconde dentro de um quarto juntamente com o Dr. Walter Bishop, o cientista genial e (literalmente) louco da série Fringe. Ao que parece, sou uma das crianças. O Dr. Bishop tenta proteger as crianças de um perseguidor implacável que está atrás deles. Mas não adianta: eventualmente são encontrados pelo perseguidor,  que é um homem alto, de olhos claros e cabelos precocemente grisalhos batendo nos ombros, e uma expressão peremptória de quem fará qualquer coisa para conseguir o que quer. O perseguidor exige do Dr. Bishop uma fórmula que o mesmo possui. Muito consternado, o velho cientista retira do bolso uma ampola com um líquido incolor e a entrega ao perseguidor. Este produz um sorriso malicioso de triunfo e vai embora.

Um pouco depois, o Dr. Bishop e as crianças estão fora do hospital, e encontram o perseguidor cambaleando. Ele olha triste e derrotado para o Dr. Bishop, e vejo que seu rosto parece ter envelhecido vinte ou trinta anos, e seu corpo de fato está levemente curvado como o de um velho. Ele acusa o Dr. Bishop de tê-lo enganado, misturando não sei qual outra fórmula, ao que parece um acelerador de envelhecimento indetectável, dentro da ampola. O Dr. Bishop faz uma cara consternada que parece dizer “lamento, mas foi o caminho que você escolheu”, e o sonho acaba.

P.S.: na noite de hoje (22 para 23 de dezembro) incrivelmente tive outro sonho com o Incubus Louro, que desta vez apareceu sob a forma de algum tipo de atleta – acho que um nadador, desses muito altos, com braços e pernas anormalmente longos, e pele branquíssima e desprovida de pêlos como a de certos mamíferos marinhos. Só tenho essa imagem do sonho, porém.

Advertisements

About ducard

Alguém com preguiça de se descrever.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s